Aristide

Tempo de leitura: 2 minutos

Aristide

Aristide é um dos primeiros apologetas cristãos, provavelmente ateniense. 

O que é a Apologia?

Defesa racional da fé cristã sobre Deus, Cristo, a Igreja e o sentido comum de todos os homens. As argumentações normalmente eram dirigidas aos gentios ou judeus. Também nas comunidades cristãs não católicas, aos membros mais duvidosos da Igreja, ou simplesmente aos fiéis que desejam aprofundar com consciência a fé pois como diz São Pedro: «antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês» (1 Ped 3,15).

 Para defender o cristianismo escreve uma obra dirigida ao imperador Adriano (117-138) e Antonino Pio (138-161) chamada de Apologia

A obra é dividida em 17 capítulos onde se defende as razões do monoteísmo e porque se pode falar do Deus criador e conservador do universo. 

Nesta obra o autor divide a humanidade em quatro: os Bárbaros, os Gregos, os Hebreus e os Cristãos. Os últimos são aqueles que tem uma noção exata do verdadeiro Deus e são aqueles que realizam um autêntico culto, um conhecimento superior distinguindo-se pela integridade de vida. 

A Apologia tem como objetivo a crítica do politeísmo e a magia dos bárbaros, desaprova a mitologia grega considerando-a como absurda ad absurdum, em relação aos judeus crítica a exterioridade do culto e a forma supersticiosa como vivem, ainda que se respeite a concepção de Deus. Para Aristide os cristãos são um povo novo que tem a sua origem em Jesus Cristo, o homem divino, ainda que a divinização do homem da parte dos pagãos seja criticada. 

A Apologia chegou a nós praticamente na versão siríaca e armênia, a versão grega foi praticamente perdida. Em toda esta obra nós encontramos um texto mariano, em síriaco que é importante seja pela antiguidade, e como tal pelo testemunho mariológico do II século, seja pela originalidade mariológica dos conteúdos em que Maria é invocada como virgem hebréia, filha do homem e por contraste Jesus como filho de Deus.

Ouçamos brevemente as palavras que o autor dedicou:

«Os cristãos contam o início da sua religião a partir de Jesus Cristo e ele é chamado Filho de Deus Altíssimo; e é dito como Deus desceu do céu e de uma virgem hebréia tomou e se revestiu da carne e habitou na filha do homem o Filho de Deus.Aquilo que a partir daquele anúncio que pouco antes foi dito junto a eles, que foi pregado e ensinado, aquilo que também vós, caso venha a ler, compreendereis o poder que nele está contido». (Apologia II, 6-7).

Related Articles

CREDO OU SÍMBOLO APOSTÓLICO FALA DE MARIA?

Tempo de leitura: 4 minutos O primeiro e mais importante testemunho de fé na literatura é simultaneamente o mais desconhecido, isto é o Símbolo Apostólico.
Símbolo que era proveniente dos Apóstolos e cada Igreja conservava um formulário que continha breves preposições ou artigos que colocavam junto, conservavam, colocavam próximos as verdades da fé: Sunbalein = unir com em grego.

Responses

Open chat
Necessita de ajuda?
Ave Maria,
como a poderei ajudar?