Dossiê mariológico – Calendário Gregoriano

Tempo de leitura: < 1 minuto

É a reforma do calendário feita pelo Papa Gregório XIII com a qual passou de 5 a 14 de outubro de 1582. O calendário juliano anterior, estabelecido por Júlio César em 46 aC, não se sustentou ao dizer que a Terra levava seis horas a mais para circundar o sol em 365 dias. Na época da reforma gregoriana, o calendário estava cerca de dez dias atrasado. Para evitar erros no futuro, um ano bissexto de 366 dias foi inserido a cada quatro anos e foi estabelecido que os anos de cada virada do século também eram anos bissextos se fossem divisíveis por 400. Enquanto a reforma gregoriana teve efeitos imediatos nos países católicos da Europa Ocidental, Inglaterra e as colônias da América aceitaram apenas em 1752. Os Cristãos Ortodoxos começaram a admitir apenas em 1924, mas eles continuaram a seguir o calendário juliano para a Páscoa e feriados relacionados a ele. Aqueles que, como os monges do Monte Atos, ainda seguem o Calendário juliano, estão agora treze dias atrasados. Você sabia que nosso calendário tinha essa história?

Artigos relacionados

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Powered by WhatsApp Chat

×