A DIDASCÁLIA DOS APÓSTOLOS

Tempo de leitura: < 1 minutoTempo de leitura: < 1 minuto

A DIDASCÁLIA DOS APÓSTOLOS

(século III)

A Didascália, ou doutrina católica dos doze apóstolos e santos discípulos de nosso Salvador, é uma constituição eclesiástica do século III, que trata dos deveres dos bispos, das ordenações dos diáconos, do ministério das diaconisas, e muitos tópicos práticos, litúrgicos e de assistênciais. Originalmente escrito em grego, mas depois reformulado e manipulado, ele nos é transmitido na versão siríaca e em uma tradução latina parcial.

O fragmento mariano serve para mostrar a veneração que existia no século III para com a Mãe do Senhor.

Didascália

A mulher não é ministra do batismo

(Didascália, III, 9).

Não aprovamos que uma mulher batize ou seja batizada por uma mulher: isso é ilegítimo e traz sério perigo tanto para quem batiza como para quem é batizado. De fato, se fosse permitido ser batizado por uma mulher, certamente o Senhor nosso mestre teria sido batizado por Maria sua mãe: ao invés disso, ele foi batizado por João, como todos os outros do povo.

https://sourceschretiennes.org/hors-collection/sagesses-chretiennes/constitutions-apostoliques

Related Articles

Pedro de Alexandria (m. 311)

Tempo de leitura: 3 minutos Tempo de leitura: 3 minutos O nome honorífico de Padres da Igreja é dado a alguns grandes teólogos que não se limitaram apenas à apologética, mas propuseram como seu principal objetivo o aprofundamento teológico da herança da fé, com base na revelação.

Santa Maria, Mãe da Igreja

Tempo de leitura: 4 minutos Tempo de leitura: 4 minutos Considerando as estreitas relações com as quais Maria e a Igreja estão ligadas, para glória da Santíssima Virgem e para nossa consolação, declaramos Maria Santíssima Mãe da Igreja, isto é, de todo o povo cristão, tanto dos fiéis como dos Pastores, que a chamam de Mãe amada; e estabelecemos que com este título todo o povo cristão de agora em diante presta ainda mais honra à Mãe de Deus e lhe dirija suas súplicas.

Inácio de Antioquia

Tempo de leitura: 5 minutos Tempo de leitura: 5 minutos Santo Inácio, segundo sucessor de Pedro na Cátedra de Antioquia é uma figura de grande importância na antiguidade cristã. Entre o ano 107-11 foi preso e conduzido acorrentado da Síria a Roma onde foi martirizado pelo Imperador Trajano.Nas duas paradas da viagem de barco, em Esmirna e Trôade, teve ocasião de escrever sete cartas que chegaram até nós. De Esmirna escreveu à Igreja de Éfeso, Magnésia e Trália, que o tinham visitado através dos bispos e seus enviados e também à Igreja de Roma para não interceder pela sua libertação. Em Trôade escreveu às Igrejas de Esmirna e de Filadélfia, e uma carta pessoal ao Bispo de Esmirna, São Policarpo. 

A fundamentação Bíblica da Consagração a Maria

Tempo de leitura: 4 minutos Tempo de leitura: 4 minutos O Concílio Vaticano II (1962-1965) fez uma escolha ‘bíblica’ tratando a questão de Maria não num documento à parte mas dentro do documento sobre a Igreja. Isto levou-nos a duas obrigações: não se pode falar da Igreja sem falar de Maria e não se pode falar de Maria sem falar da Igreja. Resumindo: a Mãe de Jesus é um elemento essencial para a Igreja.

Responses

Open chat
Necessita de ajuda?
Ave Maria,
como a poderei ajudar?