Maria no Concílio Vaticano II (em breve)

Daniel Afonso · 11/08/2020

O Concílio Vaticano II exprime-se sobre Maria no capítulo VIII da Constituição Dogmática sobre a Igreja, Luz das Nações (Lumen gentium). É o mais extenso e completo documento sobre Maria em II milênios de cristianismo e seguramente o evento mariológico mais impactante do século XX. O motivo de tal evento é descrito por São Paulo VI quando apresenta aos Padres do Concílio este capítulo da Constituição como vértice e coroamento da Constituição sobre a Igreja, inserindo assim Maria no mistério de Cristo e da Igreja. Baseando-se sobre importantes elementos do capítulo VIII São Paulo VI declara-o como magna charta da mariologia da nossa época.

Para compreender plenamente a importância destes juízo acerca deste capítulo é necessário considerar que a primeira elaboração é como documento absolutamente autônomo seja na sua estrutura formal quanto no seu conteúdo mariológico. Olhando para o seu contesto encontramos como foi amadurecendo ao longo de décadas (recordamos o movimento mariano) a recepção na Igreja dos elementos mariológicos por parte dos teólogos. Por isso mesmo, na linha do influxo conciliar exercido na mariologia pós conciliar estudaremos o capítulo VIII da Lumen gentium, desde o seu iter cronológico, estrutura actual e nas suas implicações para a mariologia global.

About Instructor

Not Enrolled
This course is currently closed
Open chat
Necessita de ajuda?
Ave Maria,
como a poderei ajudar?